Metodologia Business to Society

|Como elaboramos

A Siemens desenvolveu uma metodologia customizada, baseada na estrutura de medição de impacto do Conselho Mundial de Negócios para o Desenvolvimento Sustentável (World Business Council for Sustainable Development – WBCSD), do qual a Siemens é um membro global, para medir objetivamente e estabelecer sua contribuição para o Brasil.

Metodologias

Metodologia customizada do Business to Society, baseada na estrutura de medição de impacto do Conselho Mundial de Negócios para o Desenvolvimento Sustentável (World Business Council for Sustainable Development – WBCSD) que se baseia na Agenda 2030 da ONU e garante a abrangência dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)

As empresas frequentemente tentam ver o mundo sob o prisma de suas atividades de negócios. Escolhemos uma abordagem diferente.

Começamos identificando e medindo as contribuições da Siemens para o que realmente é importante para o Brasil, como crescimento econômico, geração de empregos e habilidades, infraestrutura e indústria, meio ambiente, qualidade de vida e transformação socioeconômica; e examinamos as prioridades do governo para o desenvolvimento do País.

Isso foi baseado nas informações de stakeholders, metas e planos de desenvolvimento do governo brasileiro. Trabalhamos com consultorias externas para obter expertise externa e apoio independente para definir a contribuição da Siemens para o Brasil.

PricewaterhouseCoopers (PWC) foi utilizada para calcular os impactos econômicos específicos como a contribuição ao Produto Interno Bruto (PIB) e a geração de empregos.

Ao avaliar nosso impacto na infraestrutura de energia e transporte, saúde e setores da indústria como automotivo, alimentos e bebidas, petroquímica, papel e celulose, medimos apenas onde a tecnologia da Siemens desempenha um papel fundamental em um setor ou é um componente crítico de um processo industrial ou de negócio. Calculamos nossa contribuição durante um ano, embora em muitos casos nossa base instalada de tecnologia agregue valor e benefícios por um tempo muito maior.
A intenção não era sobrepor metodologias de cálculo de engenharia para chegar aos dados ideais, pois sabemos que isso não é possível. Nosso objetivo era entender nosso impacto geral nos aspectos que realmente importam para nossos stakeholders a fim de avaliar o nosso papel e propósito na sociedade, aperfeiçoar a geração de valor do negócio e promover um diálogo com nossos stakeholders.

Durante esse exercício, identificamos os impactos positivos e negativos da Siemens. Onde aplicável, nós comparamos nossos resultados com outras empresas que operam no Brasil, e consultamos vários representantes de stakeholders, representando clientes, governo, instituições acadêmicas, ONGs e fornecedores para obter o benefício do pensamento crítico de pessoas de fora da Siemens.

Empresas frequentemente tentam encobrir o negativo. Na Siemens, somos comprometidos em entender e lidar com isso, por isso, neste relatório, identificamos onde precisamos melhorar, e nos esforçamos para entender onde podemos obter um melhor desempenho.