Apoiar a transformação da sociedade

Ilustração Apoiar a transformação da sociedade

Pacto de Integridade

Um estudo realizado no final de 2015 revelou que, pela primeira vez, a corrupção é vista pelos brasileiros como o maior problema do País. De fato, a corrupção tem um grande impacto sobre a vida da população e, sabidamente, desvia verbas que poderiam ser investidas na melhoria da infraestrutura, da segurança, da saúde e da educação, pilares fundamentais para transformar o Brasil num país melhor. A corrupção tem, portanto, impacto direto sobre problemas econômicos e sociais do País. Mas como combatê-la? Identificar e punir corruptos é importante, mas a Siemens aposta, principalmente, na prevenção, e vem trabalhando fortemente para a conscientização, não só de seus colaboradores, mas de toda a sociedade, sobre o assunto.

A Siemens trabalha para identificar riscos e discutir com as empresas melhores práticas relacionadas ao sistema de Compliance. Temos uma plataforma na qual os gestores podem discutir abertamente esses temas e, principalmente, demonstrar por que a Siemens está preparada para combater ativamente a corrupção, com um ambiente corporativo transparente.

Três pilares formam a base do sistema de Compliance da Siemens: prevenir, detectar e responder.

Em 2016, mais de quatro mil Colaboradores foram treinados pela equipe de Compliance. A Siemens foi uma das primeiras empresas do Brasil reconhecidas como o selo Pró-Ética, em 2010. Outro reconhecimento relevante em 2015 foi a inclusão da Siemens no Guia Exame de Sustentabilidade, pela primeira vez. O compromisso com a transparência e com a ética surgiu nas avaliações da pesquisa como um dos destaques da Siemens, reconhecida pela superação de atitudes inadequadas no passado, adotando medidas eficazes contra qualquer tipo de prática indevida.

Para estender a conscientização e o combate à corrupção para fora da empresa, foi criado em 2013 o programa EduComÉtica, que leva conceitos de ética e transparência a estudantes de escolas públicas e privadas. Ele já impactou mais de dois mil alunos dos Ensinos Médio e Fundamental e conta com a participação dos próprios colaboradores Siemens, que, após capacitados pelo programa, atuam como voluntários nas escolas.

Também apostamos em parcerias com entidades como Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), Instituto Ethos e Alliance for Integrity, sempre visando a disseminar os conceitos anticorrupção.

|Desafios futuros e compromisso

A Siemens trabalha incessantemente para que a corrupção deixe de ser um dos principais problemas do Brasil. Para isso, difundiremos em um número cada vez maior de empresas a necessidade de implantar e manter sistemas de Compliance em suas estruturas. E colocaremos o sistema de Compliance Siemens à disposição de uma quantidade mais abrangente de parceiros, discutindo boas práticas com empresas e profissionais.

Fonte: Siemens no Brasil.

Projeto Experimento da Fundação Siemens

Ilustração Projeto Experimento da Fundação Siemens

O Brasil investe atualmente 4,7% do PIB em educação, valor acima da média mundial, que é de 3,7%. São R$ 27,5 bilhões aplicados em um sistema escolar comprovadamente ineficiente. Tanto que o País ocupa a 65ª posição entre 70 países no ranking do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Programme for International Student Assessment - PISA), com avaliação abaixo da média em matemática e ciências.

Com uma metodologia desenvolvida na Alemanha pela Siemens Stiftung em conjunto com a ONG Casa do Pequeno Cientista, o Projeto Experimento é aplicado no Brasil para fortalecer o conhecimento de ciência, tecnologia, engenharia e matemática entre alunos de educação infantil, e Ensinos Fundamental e Médio. É estimulado nessas crianças e adolescentes o aprendizado por meio de perguntas e investigação.

Com o projeto, alunos de 4 a 18 anos observam fenômenos naturais e aprendem a compreender contextos científico-naturais usando pesquisas e descobertas, as quais são levados a fazer com a ajuda dos professores. A Siemens acredita que o futuro do desenvolvimento global do Brasil depende de jovens capazes de compreender esses contextos, ocupando-se deles construtivamente e assumindo responsabilidades.

O fomento da ciência nas escolas é importante, também, por gerar cada vez mais interesse dos alunos em carreiras técnicas – e sabe-se que hoje falta mão de obra qualificada no Brasil.

Já foram impactados pelo Projeto Experimento 550 professores em 21 cidades brasileiras, com 20 mil alunos beneficiados até dezembro de 2016.

|Desafios futuros e compromisso

A Siemens quer transformar o Projeto Experimento em política pública nacional. Já temos parceria com municípios, fundações e instituições de ensino privadas – e nos comprometemos a aumentar gradativamente essas parcerias –, mas queremos investir para que esta metodologia faça parte também do currículo básico dos Ensinos Fundamental e Médio do Brasil todo. Para isso, já começamos um diálogo com o Ministério da Educação, pois o momento da reforma da educação no Brasil é ideal para melhorias.

Imagem Projeto Experimento da Fundação Siemens

Fonte: Fundação Siemens do Brasil, PISA.

Voluntariado

Ilustração Voluntariado

Na Siemens, nossos esforços são dedicados para criar e compartilhar valor à sociedade, ao mesmo tempo em que fortalecemos nossos negócios. Por isso, a empresa oferece um ambiente favorável que estimula seus colaboradores a desenvolver projetos de voluntariado. A prática da cidadania é vista como oportunidade para o desenvolvimento de habilidades técnicas e comportamentais.

O Programa de Voluntariado da Siemens no Brasil foi lançado oficialmente em 2012, apesar de ter iniciado muito antes. Desde o lançamento, além de atuar como a catalisadora que permite a soma de esforços dos colaboradores interessados em ações voluntárias focadas em educação, a Siemens também desempenha um papel efetivo na realização das ações, pois as iniciativas acontecem durante o horário de trabalho – contabilizamos 11 mil horas doadas em 2016 e 13 mil pessoas beneficiadas. A empresa enxerga este tempo não como um custo, mas como benefício – à sociedade brasileira e à própria Siemens – e investimento. Desta forma, podemos reafirmar o quanto entendemos que o voluntariado está em nosso valor “Responsabilidade” e como é importante para os colaboradores, para a empresa, para a comunidade e para um país e um mundo melhores.

Uma das ferramentas do Programa de Voluntariado da Siemens no Brasil é sua plataforma on-line. Nela, colaboradores de todo o País podem interagir e participar ativamente de suas iniciativas. Atualmente, 10% dos nossos colaboradores realizam alguma atividade de voluntariado – todas voltadas para a área da educação. Ainda que feito fora do ambiente da Siemens, o trabalho voluntário desenvolve importantes capacidades internas – os colaboradores se envolvem em projetos sociais que promovem características como liderança, flexibilidade, colaboração, visão de equipe, criatividade e agilidade na busca por recursos e soluções. A atividade voluntária faz com que muitos colaboradores sintam-se mais valorizados e estimulados para seus trabalhos na empresa. Eles criam uma identificação maior com a visão da Siemens e seus valores.

|Desafios futuros e compromisso

A Siemens tem como objetivo aumentar cada vez mais o número de seus colaboradores envolvidos em trabalhos voluntários. E trabalhamos para sermos modelo para outras empresas, para que elas vejam que o voluntariado é capaz de gerar valor na educação para o País e para elas mesmas.

Fonte: Siemens no Brasil.

Diversidade e
Empoderamento da Mulher

Ilustração Diversidade

Muita coisa mudou para a mulher no mercado de trabalho brasileiro, nas últimas décadas. Mas ainda são muitos os desafios. Atualmente, no Brasil, a mulher representa 36% da força de trabalho na indústria. Apenas 20% das mulheres ocupadas têm nível superior e elas ainda ganham cerca de 24% menos que homens.

Na Siemens, apoiamos e encorajamos a diversidade. Apostamos na inclusão e na cooperação entre diferentes formas de pensamento, níveis de experiência, conhecimento e habilidades individuais.

Na empresa, 30% da força de trabalho são mulheres, distribuídas 24% nas fábricas e 76% nos escritórios. E 66% destas mulheres têm nível superior completo – o mesmo percentual dos homens. Todos são igualmente reconhecidos, incentivados e apoiados para que se desenvolvam profissionalmente. Iniciativas como home office, por exemplo, permitem uma flexibilidade maior na programação do dia a dia.

Um bom exemplo disso é o número de mulheres que voltam da licença-maternidade e reassumem suas posições sem comprometer a performance no trabalho ou o desempenho na função de mãe.
Outro aspecto importante no campo da diversidade é a inclusão de pessoas com deficiência. Iniciativas bem-sucedidas já são realidade na Siemens como, por exemplo, o Centro de Distribuição de Cabreúva (SP).

|Desafios futuros e compromisso

Ainda temos um espaço significativo para caminhar no sentido de diminuir as diferenças de gênero, etnia ou classe social. A empresa reconhece que o tema deve ser encarado como um assunto de todos, com um reforço especial de sua liderança e não somente como um programa de RH. Para alcançar este objetivo, a empresa está empreendendo discussões e estruturando ações para ampliar a inclusão desse público em seu quadro de colaboradores.

Imagem Diversidade e Empoderamento da Mulher

Fonte: Siemens no Brasil.